Jorge e Mateus

Pot Pourri: Fogueira/ Prisão Sem Grades

Jorge e Mateus

Não para de chover
E eu preciso do sol pra lembrar seu calor
E se eu te magoei
Desculpa estou aprendendo o que é amor

Nas noites mais escuras
Nos bares, nas ruas, tudo é solidão
Não me deixe sozinho, falta de carinho
Rima com nova paixão

Eu quero o seu amor
Eu quero ser seu homem, se você quiser
Se eu tiver seu amor
Juro não preciso amar outra mulher

Não deixe apagar, a fogueira do meu coração

Não para de chover
E eu preciso do sol pra lembrar seu calor
E se eu te magoei
Desculpa estou aprendendo o que é amor

Nas noites mais escuras
Nos bares, nas ruas, tudo é solidão
Não me deixe sozinho, falta de carinho
Rima com nova paixão

Eu quero o seu amor
Eu quero ser seu homem, se você quiser
Se eu tiver seu amor
Juro não preciso amar outra mulher

Não deixe apagar, a fogueira do meu coração


Ultimamente já não tenho mais mandado em mim
Foi só você que fez com que eu ficasse assim
Não há nada que eu possa fazer, a não ser me envolver

Quando o amor invade é sempre natural
Bateu dentro do peito, um clique fora do normal
E agora só resta deixar acontecer

Você me seduziu, me hipnotizou
Eu me apaixonei, a cabeça virou
Eu sigo a minha vida numa prisão sem grades
Eu sigo te amando e todo mundo sabe
Todo mundo sabe, todo mundo sabe
Todo mundo sabe

Quando o amor invade é sempre natural
Bateu dentro do peito, um clique fora do normal
E agora só resta deixar acontecer

Você me seduziu me hipnotizou
Eu me apaixonei, a cabeça virou
Eu sigo minha vida numa prisão sem grades
E todo mundo sabe, todo mundo sabe
Todo mundo sabe

Você me seduziu me hipnotizou
A cabeça virou
Eu sigo minha vida numa prisão sem grades
Eu sigo te amando e todo mundo sabe
Todo mundo sabe, todo mundo sabe
Todo mundo sabe
--:--

Comentários