Thaeme e Thiago
Eu não sou máquina, sou carne e osso
E tenho vício, por esse gosto que é teu, que é teu

De madrugada, vejo seu rosto e as suas marcas
Por esse corpo que é seu, que é seu
Existe um abismo entre nós mais vou me jogar
Se for uma chance em mil, de ter você de volta eu quero tentar

Quer saber se to com saudade eu to
Quer saber se eu vou chorar eu vou
Quer saber se ainda faz falta, cê faz
E o dia que eu vou te esquecer, jamais (2x)

De madrugada, vejo seu rosto e as suas marcas
Por esse corpo que é teu, que é teu
Existe um abismo entre nós mais vou me jogar
Se for uma chance em mil, de ter você de volta eu quero tentar

Quer saber se to com saudade eu to
Quer saber se eu vou chorar eu vou
Quer saber se ainda faz falta, cê faz
E o dia que eu vou te esquecer, jamais (2x)
Eu Não Sou Máquina
--:--

Comentários